Últimas Notícias

Compartilhe



31 de março de 2014. Esta data marca os 50 anos do estopim do Golpe Militar de 1964, quando a ação do exército interrompeu a então jovem democracia brasileira, nascida 18 anos antes, em 1946, com a posse de Eurico Gaspar Dutra, presidente eleito pelo voto direto, e sustentada por uma nova Constituição, democrática e avançada para a época. Aquele país redemocratizado que emergiu da queda do Estado Novo era marcado por desigualdades ainda maiores que as de hoje, mas tinha como traço uma sociedade criativa e confiante, que buscava entender os dilemas brasileiros e apontava para um futuro otimista.

Foi uma época em que os brasileiros superaram aquilo que o escritor Nélson Rodrigues definia como “complexo de vira-latas”, uma “inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo”. Seja por imagens estereotipadas, como a da baiana colorida de Carmen Miranda e da favela romântica de Orfeu Negro, que ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro em 1960, ou pela sofisticação da construção de Brasília, o fato é que o Brasil era moda no mundo.

O desempenho econômico dessa democracia também foi marcado pelo otimismo. O crescimento econômico nos 18 anos que antecedem o regime militar foi o maior da história do país, resultado do chamado nacional-desenvolvimentismo, que se baseava na política de substituição de importações. Entre 1946 e 1963, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas do país, chegou a 7,12% - maior que o do regime militar, que alcançou 6,29% no período 1964-1984, apesar do chamado “milagre econômico”.

Como foi

No dia 31 de março de 1964, os tanques do general Olímpio Mourão tomam a estrada rumo a Brasília, encerrando o curto período democrático vivido pelo país. Finalmente, o grupo militar golpista conseguia apoio político e social para consumar a derrubada de João Goulart (Jango), um alvo escolhido desde a renúncia de Jânio Quadros, em 1961. No dia 2 de abril, com Jango fora de Brasília, a vacância de mandato é anunciada. Começa, então, a era de generais e militares que se alternam no poder em um regime autoritário que durou 21 anos.

A conspiração para a derrubada de Jango teve grande participação dos Estados Unidos, o que incluiu desde o envio de recursos para financiar institutos de propaganda anticomunista e bancar a eleição de parlamentares pró-interesse norte-americano até o envio de uma frota naval para o litoral brasileiro, a fim de dar suporte ao golpe militar, caso fosse necessário.

A divulgação, pela Casa Branca, de gravações de conversas entre o ex-presidente John Kennedy e o então embaixador dos Estados Unidos (EUA) no Brasil Lincoln Gordon comprovam a preocupação da maior potência do mundo com o caminho de reformas sociais e econômicas que vinha sendo trilhado pelos brasileiros em sua incipiente democracia.

Lema do governo militar dividia o país

Com o golpe, inicia-se um período de cassações, exílios, prisões, assassinatos e desaparecimentos. É a fase do Brasil, Ame-o ou Deixe-o, que divide o país e instaura a desconfiança sobre os que criticavam o governo e que, por isso, não seriam considerados patriotas. De acordo com a Comissão Nacional da Verdade, cerca de 50 mil pessoas tiveram a cidadania diretamente violada durante o período.

A Rádio Nacional, mais influente veículo de comunicação do país à época, foi duramente atingida. Nos dias do golpe, abriu os microfones para discursos em defesa da democracia, foi invadida pelos militares e teve 36 artistas e jornalistas demitidosl.

Ao mesmo tempo em que perseguia os opositores, o regime militar constrói um modelo político para se legitimar. Essa “democracia” tinha dois partidos e a oposição era sempre impedida de ganhar. As regras eram alteradas sempre que houvesse risco eleitoral e a maioria da população só votava para o Legislativo, um Poder que não tinha independência: quando desobedecia às imposições do regime, era fechado.

Era também o tempo das cassações de mandato dos principais adversários e de iniciativas exóticas, como o senador biônico – eleito indiretamente, para garantir a maioria no Senado da época – e a Lei Falcão, que admitia apenas a foto dos candidatos na propaganda eleitoral da televisão.

O apelido “senador biônico” remetia à série O Homem de Seis Milhões de Dólares, um grande sucesso da TV na época. O personagem principal da série era um militar gravemente acidentado que foi reconstituído com poderes especiais, tornando-se “o homem biônico”. Como ele, o senador biônico também era “fabricado em laboratório”, segundo os críticos.

Durante certo tempo, o regime militar também se sustentou no crescimento econômico que ocorreu nos anos seguintes ao golpe e que retomou o desempenho alcançado durante os 18 anos de democracia. Foi, entretanto, um crescimento concentrador de renda e baseado em grande endividamento externo (a famosa dívida externa) que logo apresentou a conta. Após os choques do petróleo de 1973 e 1979, com a subida dos juros internacionais, a dívida brasileira explode e, sem conseguir honrar suas contas, o Brasil entra em moratória em 1982, agravando mais ainda a situação dos pobres. É o começo do fim da ditadura.

Problema foi causado por bomba queimada no bairro Gasparini. 
Departamento de Água e Esgoto disse que enviou três caminhões-pipa. 

Do G1 Bauru e Marília

Moradores colocaram fogo em sófas durante protesto  (Foto: Reprodução / TV TEM)Moradores colocaram fogo em sófas durante protesto (Foto: Reprodução / TV TEM)
Moradores do Jardim Marília fizeram um protesto na tarde desta segunda-feira (31) por causa da constante falta de água em Bauru (SP). Revoltado, um grupo de moradores interditou esta rua e queimou sofás velhos.
A Polícia Militar acompanhou o protesto. Eles reclamam que ligam no Departamento de Água e Esgoto e pedem para que um caminhão pipa vá até o bairro, mas nada é feito. Já o DAE garante que nesta segunda-feira, encaminhou durante o dia, três caminhões pipa para atender aos moradores do Jardim Marília e que outro veículo irá até a Rua Zacarias Martins, na quadra 2 para fornecer água.
Moradores de oito bairros entre eles, Índia Vanuire, Jardim Progresso e Vila Garcia estão com as torneiras secas. O abastecimento deverá voltar ao normal na madrugada desta terça-feira (1).A falta de água, segundo o DAE, ocorre por causa da substituição da bomba do poço profundo do bairro Gasparini. O equipamento queimou e já foi substituído.
Departamento de Água e Esgoto fez a substituição da bomba  (Foto: Divulgação/ DAE)Departamento de Água e Esgoto fez a substituição da bomba (Foto: Divulgação/ DAE
)
Ana Borges


Um homem de 24 anos foi preso, em flagrante, acusado por tráfico de drogas, na manhã deste domingo (30) com 1.236 pedras de crack no bairro São Luiz, em Botucatu ( 100 quilômetros de Bauru). Caso fossem vendidas, renderiam, aproximadamente, a quantia de R$ 12.360,00.

Segundo a Polícia Militar (PM), eles estavam realizando uma blitz de rotina, por volta das 10h40, quando fizeram sinal de parada a um motorista que trafegava em um Gol branco na rua Joaquim Marins. O motorista do veículo chegou a estacionar enquanto os policiais se aproximavam do carro, mas desceu com uma sacola plástica e fugiu a pé. Ele chegou a pular o muro de várias residências, porém foi detido.

Dentro da sacola plástica foram encontradas as pedras de crack e, no bolso da bermuda do rapaz, tinha R$ 10,00 em dinheiro. Jackson Alves Pereira, 24 anos, foi preso em flagrante, acusado de tráfico de drogas e encaminhado à Cadeia de Itatinga.

Divulgação/PM
Foram apreendidas 1.236 pedras de crack já prontas para a comercialização, no bairro São Luiz, em Botucatu

Instituto de Pesquisas Tecnológicas faz mapeamento do rio Jaú para evitar enchentes


Divulgação
Draga durante limpeza no rio Jaú faz parte das ações preventivas da prefeitura para evitar inundações
A Coordenadora Municipal da Defesa Civil recebeu dois técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para fazer avaliação das áreas de maior risco de alagamento em Jaú (47 quilômetros de Bauru). Seis locais foram vistoriados, nos quais os técnicos colheram informações para oficializar o mapeamento das áreas mais críticas de transbordamento do rio Jaú. Os dados vão compor o banco de dados da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de São Paulo.

O IPT faz visitas técnicas nos municípios que possuem Defesa Civil atuante no mapeamento e no levantamento do grau de risco de cada área. Segundo os técnicos do IPT, Marcelo Fischi Gramani e Fabrício Araújo Mirandola a Defesa Civil de Jaú já possui o mapeamento interno das áreas vulneráveis às enchentes e isso facilitou o trabalho.

O coordenador municipal de Defesa Civil de Jaú, Valdir Baltazar, disse que o mapeamento é feito todo ano, tendo em vista, que é de suma importância que esse mapeamento seja sempre atualizado para melhor atuação do órgão. Ele diz que tem trabalhado no intuito de expor o mapa do município no site da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), compartilhando dados e fomentando a prestação de serviços à população.

Valdir ressalta as obras de intervenção da prefeitura em ações preventivas que têm o objetivo de minimizar danos humanos, como o desassoreamento do rio Jaú do Jardim Sempre Verde até o João Balan 2, e as obras do Lago do Silvério e no Jardim Maria Luiza 4.

Foram vistoriadas as áreas do Jardim Sempre Verde, Jardim das Paineiras, Centro, Visa São Judas Tadeu e Jardim São José, Jardim Maria Luiza 4. “Esse mapeamento contará com a caracterização da área, caracterização da  drenagem e definição de grau de risco”, explica o coordenador da Defesa Civil de Jaú.

jcnet
Por volta das 15h40 deste domingo (30), após denúncia anônima, um adolescente de 16 anos foi flagrado pela Polícia Militar (PM) de Lençóis Paulista (43 quilômetros de Bauru) com 58 pinos de cocaína, balança de precisão e R$ 715,00 em dinheiro.

Polícia Militar/Divulgação
Adolescente foi detido com 58 pinos de cocaína, balança de precisão e R$ 715,00 em dinheiro
Após receber a informação de que dois irmãos estariam vendendo drogas no jardim Ibaté, uma equipe da PM iniciou as diligências pelo bairro e localizou um dos suspeitos, o adolescente de 16 anos. Com ele, os policiais encontraram certa quantia em dinheiro.

A equipe foi até a residência do jovem e, com autorização do pai dele, efetuou buscas no local. Dentro de uma caixa de força, foram localizados 13 pinos de cocaína. No quarto dele, a PM apreendeu mais 45 pinos do entorpecente. A droga totalizou 46 gramas.

No imóvel, os policiais encontraram ainda uma munição de fuzil 7.62, uma munição de calibre 38, balança de precisão, um simulacro de arma de fogo e mais dinheiro, no total de R$ 715,00. O adolescente foi apreendido e levado à cadeia de Pirajuí, onde ficará a disposição da Vara da Infância e Juventude.

jcnet
Bruno Calixto/Folhapress


Tânia Rêgo/ABr
Garis tiveram apoio de dez caminhões basculantes, três pás mecânicas e duas caçambas de 30 m³, além dos equipamentos de rotina
Ainda sob o efeito da ocupação de forças policiais do Estado neste domingo (30), o Complexo da Maré, zona norte do Rio, recebeu um mutirão de serviços. Até o início da tarde desta segunda-feira (31), foram recolhidas 140 toneladas de resíduos, segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos.

A força-tarefa conta com cerca de 500 homens da Coordenadoria Geral de Conservação, Comlurb, Rioluz e Defesa Civil. Em nota, a Prefeitura informa que as equipes de garis receberam o apoio de dez caminhões basculantes, três pás mecânicas e duas caçambas de 30 metros cúbicos, além dos equipamentos de rotina utilizados nas unidades operacionais.

A Comlurb afirma que foram instaladas diversas papeleiras para lixo na Praça da Ciclovia e, ao longo do dia, outras localidades também receberão novos equipamentos.

Ainda conforme a companhia, duas unidades operacionais se encontram instaladas no interior do complexo: na Vila Olímpica da Maré e no Piscinão de Ramos.

Para o atendimento são utilizados regularmente sete caminhões compactadores para coleta de lixo diária, feita de segunda a sábado, a partir das 7h, quatro caminhões basculantes e pá mecânica para remoção de lixo público e entulho, cinco caixas compactadoras, nove microtratores para coleta de lixo, seis caixas metálicas, além de trator que realiza limpeza mecanizada diária da areia do Piscinão de Ramos.

A Coordenadoria Geral de Conservação (CGC) explica que atua na limpeza manual e mecânica de sistema de drenagem, recuperação de trechos da pavimentação asfáltica, remoção de quebra-molas irregulares e substituição de tampões.

As equipes contaram com apoio de 13 caminhões entre conjugados, retroescavadeiras e rolos compactadores.

O restabelecimento e reparos no sistema de iluminação pública é responsabilidade da Rioluz. As equipes normalizaram 69 pontos de iluminação, apagando as lâmpadas acesas durante o dia e as que permaneciam apagadas à noite, além da substituição de 120 metros de rede elétrica, execução de 35 serviços gerais e implantação de projetores.

Os serviços tiveram o apoio de 22 veículos entre kombis, caminhões cesto aéreo e carros.
A prefeitura garante que a força-tarefa continua ao longo do dia.
Paola Patriarca

Um avião com 345 quilos de pasta base de cocaína foi apreendido pela Polícia Federal de Bauru. Três pessoas  foram presas durante uma operação realizada na última sexta-feira (28), em Getulina (100 quilômetros de Bauru). A operação foi divulgada somente nesta segunda-feira (31).

Polícia Federal/Divulgação
Avião com 345 quilos de cocaína foi interceptado pela Polícia Federal
De acordo com a PF, a quadrilha estava sendo investigada por tráfico de drogas e, após investigações, os policiais foram até o distrito de Macucos, zona rural de Getulina, onde o avião dos bandidos aterrissaria com grande quantidade de entorpecentes.

Uma equipe chegou antes do avião pousar e o piloto, ao perceber a presença da PF, tentou arremeter. Porém, os policiais alvejaram a aeronave, o que fez com que o piloto pousasse no local.

No avião, os policiais encontraram 345 quilos de pasta base de cocaína, que estavam escondidos em diversos sacos pretos. As drogas vieram de Naviraí, Mato Grosso do Sul, e abasteceria a região de Lins e Getulina.

Ainda de acordo com a polícia, outras duas pessoas, que estavam em um Gol esperando a chegada da cocaína, também foram presas em flagrante.

Os acusados, cujas identidades não foram divulgadas, foram presos por tráfico de drogas, associação ao tráfico e resistência. Eles foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru e, se condenados, podem pegar de 5 a 15 anos de reclusão. O avião e as drogas foram apreendidos pela Polícia Federal.

Outro caso

Conforme o JCNet publicou, em setembro de 2013 houve um confronto entre policiais federais e traficantes de cocaína. Os agentes - em número não divulgado - aguardavam o pouso da aeronave para surpreender os traficantes que transportavam cerca de 500 quilos de pasta base da droga.

Segundo a polícia, quando a aeronave estava aterrissando, os agentes foram surpreendidos pelos bandidos. Houve troca de tiros e um agente foi atingido e socorrido para a Santa Casa de Jaú, onde morreu.

A aeronave caiu e pegou fogo. O piloto conseguiu sair do monomotor com vida e, embora ferido, se livrou da prisão naquele momento, mas foi preso na sequência.

Agentes de Marília, Bauru e Araraquara foram chamados e passaram a vasculhar as imediações e conseguiram prender cinco dos nove acusados que iriam resgatar a droga proveniente do Exterior, segundo a PF.

Polícia Federal/Divulgação
Policiais alvejaram o trem de pouso e o piloto foi obrigado a pousar no local
Polícia Federal/Divulgação
Duas pessoas, que estavam esperando pela chegada dos entorpecentes, também foram presas pela PF
Regime militar teve início há 50 anos, em 31 de março de 1964


Reuters
Dilma foi presa e torturada pelos militares durante a ditadura,Roberto Stuckert Filho/PR
A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (31) que os brasileiros aprenderam a dar valor à liberdade, à democracia e ao direito de ir às ruas após passar por mais de duas décadas de ditadura militar, regime que teve início há exatos 50 anos, em 31 de março de 1964.

Dilma foi presa e torturada pelos militares durante a ditadura, quando esteve entre os milhares de brasileiros que resistiram ao golpe militar.

"O esforço de cada um de nós, de todas as lideranças do passado, daqueles que vivem e daqueles que morreram, fez com que nós ultrapassássemos essa época", afirmou a presidente durante cerimônia de assinatura de contrato no Palácio do Planalto.

"Aprendemos o valor a liberdade", acrescentou Dilma, lembrando que depois da redemocratização os brasileiros já elegeram "um ex-exilado (Fernando Henrique Cardoso), um líder sindical que foi preso várias vezes (Luiz Inácio Lula da Silva) e também uma mulher que foi prisioneira".

Dilma citou as manifestações de junho do ano passado em diversas cidades brasileiras, em que milhares de pessoas foram às ruas cobrar melhores serviços públicos e protestar contra a corrupção, entre outras coisas. Segundo a presidente, "não houve processo de abafamento desse fato" no Brasil.

"Aprendemos o valor de ir à ruas e mostramos um diferencial quando as pessoas foram às ruas por mais democracia", disse.

O golpe militar de 1964 deu início a um período de 21 anos de ditadura no Brasil e até hoje há revelações de pessoas que foram torturadas e mortas pelos militares.

Dilma instalou em 2012 a Comissão da Verdade com o objetivo de descobrir o que aconteceu durante a ditadura, mas sem poderes para rever a Lei da Anistia, que evitou julgamentos dos militares na Justiça.
"O dia de hoje exige que nós nos lembremos e contemos o que aconteceu, devemos isso a todos que morreram e desapareceram, devemos isso aos torturados e perseguidos, devemos às suas famílias, devemos a todos os brasileiros", disse.

A presidente afirmou ainda que a reconquista da democracia foi "por meio de lutas e de sacrifícios humanos irreparáveis, mas também por meio de pactos e acordos nacionais". Segundo ela, as duas ações devem ser respeitadas.

"A dor que nós sofremos, as cicatrizes visíveis e invisíveis, elas podem ser suportadas e superadas porque nós hoje temos uma democracia sólida e podemos contar nossa história", afirmou.
Ana Borges

Um rapaz de 31 anos foi preso em flagrante, após esfaquear o pai dentro da casa onde moram, na madrugada deste sábado (29), na Vila Real, em Botucatu.

Segundo a Polícia Militar (PM), a motivos ainda a serem esclarecidos, os dois teriam se desentendido por problemas familiares, o que teria iniciado a briga. O acusado Anderson Ferreira da Silva alega que o pai quem teria iniciado a agressão física. Depois foi até a cozinha, e com uma faca desferiu vários golpes contra o pai, na região do abdômen.

A vítima foi socorrida com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital das Clínicas (HC) de Rubião Junior, em estado grave. Não há informações sobre o estado de saúde do homem, que precisou passar por cirúrgia.

O autor foi localizado ainda próximo da casa e foi preso em flagrante. Ele foi encaminhado para a Cadeia de Itatinga e irá responder por tentativa de homicídio.
Ana Borges com Dulce Kernbeis


Um Hyunday Azera prata recheado com, aproximadamente, R$ 30 mil em equipamentos eletrônicos para a instalação de Internet via rádio, todos produtos contrabandeados, foram apreendidos com um homem detido no km 144 da rodovia Osni Mateus (SP -261), no início da tarde deste sábado (29), em Pederneiras (26 quilômetros de Bauru).
oão Rosan
O Azera prata transportava, aproximadamente, R$ 30 mil em eletrônicos
Segundo a Polícia Rodoviária de Jaú, eles receberam uma denúncia anônima por volta de 12h, informando que dois carros de luxo suspeitos estariam transitando nas estradas da região.

As bases de Jaú, Igaraçu do Tietê, Pederneiras, Bauru, Macatuba e Barra Bonita reforçaram os bloqueios e localizaram os dois veículos, um Azera preto e um prata, com placas de Umuarama (PR).

Foi dado sinal de parada no primeiro bloqueio, mas os motoristas dos dois veículos fugiram e houve perseguição.

As outras bases foram avisadas e foi montado um cerco policial em toda a região. Próximo ao trevo de Pederneiras, no quilômetro 144, os policiais conseguiram deter o veículo prata. O motorista  que estava no carro preto conseguiu "furar o cerco" novamente e não foi localizado.

No Azera prata foi encontrada uma grande quantidade de mercadorias, sem documento fiscal. O motorista Evaldo Borges, 37 anos, teria dito que saiu com os produtos de Matelândia (PR) com destino a Piracicaba. De acordo com a Polícia Rodoviária de Jaú, ultimamente tem aumentado o número de ocorrências com produtos ilícitos transportados em carros de luxo.

As mercadorias foram apreendidas e encaminhadas à Polícia Federal de Bauru, o homem foi ouvido pelo Delegado de plantão. O acusado responderá em liberdade pelo crime de contrabando e descaminho.

Empresa se põe à disposição de autoridades após acidente na arena


Por Redação


As obras no Corinthians Arena continuam a dar o que falar. Neste sábado, um operário que trabalhava numa das bancadas provisórias do estádio, caiu de uma altura de 15 metros, desconhecendo-se para já a gravidade dos ferimentos.

Corinthians Arena (foto AP)

A WDS Construções, empresa em que o operário Fábio Hamilton da Cruz trabalhava, emitiu comunicado oficial na noite deste sábado para informar que prestará toda a assistência à família do funcionário e também se coloca à disposição das autoridades para esclarecimento.
O comunicado partiu da Fast Engenharia, que presta serviço na Arena Corinthians e contratou a WDS para a execução de trabalhos no local. Fábio Hamilton da Cruz morreu na tarde deste sábado, depois de sofrer uma queda no período da manhã, enquanto trabalhava na instalação de arquibancadas provisórias no setor sul do estádio.
As empresas também lamentaram a morte do operário e reiteraram que o funcionário tinha todos os equipamentos de segurança à disposição. Esta foi a terceira vítima fatal nas obras do estádio corintiano, pois outros dois trabalhadores não resistiram aos ferimentos da queda de um guindaste em novembro do ano passado.
Confira abaixo o comunicado na íntegra:
A Fast Engenharia lamenta profundamente a morte de Fábio Hamilton da Cruz, funcionário da WDS Construções, ocorrida na tarde deste sábado, 29.
Informa que recebeu o seguinte comunicado da subcontratada WDS Construções, empregadora de Fábio Hamilton:
1) A WDS lamenta profundamente o acidente e assegura que está e estará prestando toda a assistência e apoio à família de seu funcionário;
2) A empresa reitera que seu funcionário era treinado, conhecia a atividade e tinha à disposição todos os equipamentos necessários;
3) A WDS se coloca à disposição das autoridades para contribuir com todos os esclarecimentos necessários para a elucidação das causas do acidente.
WDS Construções
Gazeta Esportiva
Na cidade, multiplicam-se os casos de doenças transmitidas pela água


Cheia do rio Madeira fechou trecho de rodovia no Norte do PaísSérgio Vale/21.02.2014/Agência de Notícias do Acre
O rio Madeira atingiu nesta sexta-feira (28), a cota de 25,35 metros, a maior em mais de cem anos, e já encobriu quase 50% da área urbana de Humaitá, no sul do Amazonas, a 600 km de Manaus. É o nível mais alto do rio em todo o percurso amazônico. Em Porto Velho (RO), que também está alagada, o nível do rio estava a 19,66 metros. 
Humaitá tem 46 mil habitantes e contabiliza mais de 20 mil desabrigados. Nove dos 13 bairros estão tomados pela água e a população sofre com a falta de combustível — pelo menos dois postos estão submersos —, alimentos e apagões de energia elétrica. As escolas que não estão alagadas foram transformadas em abrigo para os atingidos pela cheia, e, por isso, o ano letivo ainda não começou.
A maior parte do comércio está paralisada e os barcos se transformaram no único meio de locomoção. Com as rodovias de acesso tomadas pela água, a cidade está ilhada, como explica o advogado Carlos Terrinha.
— Estamos em estado de calamidade desde fevereiro, mas as águas continuam subindo.
Seu escritório, na região central, está com um metro e meio de água. Ele responsabiliza as barragens de Jirau e Santo Antonio, no rio Madeira, pela que considera a maior cheia da história. 
— O governo distribui cestas básicas, mas isso não resolve. O prejuízo é imenso.
Na cidade, multiplicam-se os casos de doenças transmitidas pela água. Os poços artesianos foram encobertos e contaminados. O Hospital Regional está superlotado com 600 pacientes acometidos de virose, febre e diarreia, além de 60 casos de dengue e pelo menos um já confirmado de leptospirose.
A Marinha enviou um navio-hospital para atender a população ribeirinha. Segundo o prefeito José Sidenei Lobo (PMDB), comunidades rurais estão completamente isoladas e sem combustível para chegar de barco à cidade. Balsas usadas em garimpos foram transformadas em abrigos para pessoas doentes.
Agência Estado

O Ministério Público (MP) de São Paulo pediu a prisão de 13 executivos acusados de participar de um cartel nas licitações do transporte público do estado. Segundo os promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate aos Delitos Econômicos  (Gedec), foram verificadas irregularidades em 11 contratos de cinco projetos do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).
O MP estima que as fraudes, iniciadas em 1998, tenham causado prejuízos de R$ 834,8 milhões aos cofres públicos. De acordo com a investigação, a estratégia mais comum era a participação combinada nas concorrências públicas. Parte das empresas perdia a licitação e as vencedoras rateavam 30% dos ganhos e, em contrapartida, contratavam os serviços das perdedoras. Os contratos sob suspeita somam R$ 2,7 bilhões.
Os pedidos de prisão foram emitidos contra 11 altos funcionários da empresa alemã Siemens à época das fraudes: Peter Rathgeber, Robert Huber Weber, Herbert Hans Steffen,  Rainer Giebl, José Aniorte Jimenez,  Dirk Schönberger, Friedrich Smaxwill,  Lothar Dill,  Lothar Müller, Jochen Wiebner, e Alexander Flegel. Além deles, também tiveram a prisão decretada o ex-presidente da canadense Bombardier,  Serge Van Temsche, e o gerente-geral da coreana Hyunday-Rotem, Dong Ik Woo.
Ontem (27), a empresa alemã Siemens assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público de São Paulo para fornecer informações sobre o cartel. Pelo acordo, a multinacional se comprometeu a fornecer documentos e facilitar o acesso a testemunhas que ajudem a esclarecer como funcionava o esquema de fraudes em concorrências públicas. 
A companhia já havia firmado um acordo de leniência com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O acordo tem servido de base para as investigações sobre as fraudes.
Durante o anuncio do TAC, o presidente da Siemens, Paulo Stark, ressaltou que atual gestão da empresa não tem ligação com as fraudes. “Apesar da gestão atual e dos 8 mil funcionários da Siemens não terem envolvimento nenhum com esse caso, está mais que evidente que a empresa tem já instalados todos os mecanismos possíveis para evitar que erros dessa natureza possam ser cometidos por qualquer um que se diga desavisado”, destacou.
Por meio de nota, a Bombardier disse que Van Temsche não trabalha mais na empresa e que não comentará a decisão do Ministério Público.

Agência Brasil

Avião pousou de barriga, porque trem de pouso dianteiro não abriu.


Um avião da Avianca fez um pouso de emergência na tarde desta sexta-feira (28) no aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, segundo a Inframerica, concessionária que administra o terminal. O avião, que vinha de Petrolina com destino à capital federal, pousou de barriga no chão – o trem de pouso dianteiro não abriu. De acordo com a Inframerica, ninguém ficou ferido.
Avião da Avianca que fez pouso de barriga no aeroporto JK nesta sexta-feira (28) (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
Em contato com o portal de notícias G1, a Avianca informou que estava preparando uma nota sobre o incidente. A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que havia 49 pessoas a bordo – 44 passageiros e 5 tripulantes.
Todos os ocupantes tiveram de deixar o avião, um modelo Fokker 100, por uma rampa inflável na porta dianteira da aeronave.
Sem o trem de pouso dianteiro aberto, o piloto fez o avião andar centenas de metros apenas sobre as rodas traseiras até o avião perder velocidade e tocar com a ponta da aeronave no chão, que foi se arrastando até parar. Anters do pouso, o piloto deu voltas sobre Brasília para gastar o combustível e reduzir o risco de explosão.
Bombeiros do aeroporto despejaram jatos de espuma na aeronave para evitar um eventual incêndio. A pista onde o avião pousou foi fechada. Os voos e decolagens programados a partir das 18h estavam sendo direcionadas para a segunda pista do aeroporto.
Um passageiro que estava no avião relatou que o piloto avisou que faria um pouso de emergência e que todos os ocupantes da aeronave se prepararam para um o choque da aeronave no solo. Segundo esse passageiro, não houve pânico a bordo.
Fonte: G1

BRASÍLIA - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) faz nesta sexta-feira (28) o leilão de concessão da Usina Hidrelétrica Três Irmãos (SP)

Agência Brasil
foto: Reprodução internetHidrelétrica Três Irmãos será licitada nesta sexta, na BM&FB Bovespa, em São Paulo
Hidrelétrica Três Irmãos será licitada nesta sexta, na BM&FB Bovespa, em São Paulo
BRASÍLIA - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) faz nesta sexta-feira (28) o leilão de concessão da Usina Hidrelétrica Três Irmãos (SP). Será às 10h, na BM&FBovespa, na capital paulista.
A hidrelétrica é operada atualmente pela Companhia Energética de São Paulo (Cesp), mas terá de ser licitada novamente, pois a estatal não aceitou renovar o contrato conforme as regras estabelecidas pelo governo federal no fim de 2012. A usina está localizada no Rio Tietê, no município de Pereira Barreto (SP), e tem capacidade instalada de 807,50 megawatts. Segundo a Aneel, 21 empresas têm condições de participar da disputa.
O vencedor do leilão será a empresa ou o consórcio que oferecer a menor proposta de remuneração para administrar a usina. O teto da remuneração foi estabelecido em R$ 31,6 milhões anuais pela Aneel. Os interessados em participar do leilão tiveram que comprovar a titularidade de pelo menos uma usina hidrelétrica em operação comercial por no mínimo cinco anos.
A Cesp apresentou um pedido de impugnação do leilão, que foi negado pela Aneel. A empresa também entrou com um pedido de liminar para suspender a realização do leilão, que foi negado pela Justiça Federal.

Mini Pantanal Paulista é entrave para a construção de represa em Santa Maria da Serra, perto de Botucatu, para estender a hidrovia Tietê-Paraná


Aconstrução da barragem em Santa Maria da Serra, próximo a Botucatu, esbarra com o primeiro obstáculo. O Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema) ligado ao Ministério Público recomendou esta semana para não ser emitida a Licença Prévia (LP) antes de saneadas as deficiências técnicas no Estudo de Impacto Ambiental (EIA-Rima). A  barragem, orçada em R$ 670 milhões, que deixará o rio Piracicaba navegável em 45 km, e tem importância estratégica para ampliar a navegabilidade da hidrovia Tietê-Paraná, com forte influência na economia de Bauru, Botucatu, Jaú e demais cidades localizadas nas margens.
 
Amanda Vieira/Jornal de Piracicaba
O Bairro Tanquã no município de Piracicaba é o “Mini Pantanal Paulista” e pode desaparecer 
 
O entrave é o represamento que irá destruir o Mini Pantanal Paulista (denominado Tanquã).  Para promotores de justiça, isso pode gerar  prejuízos inestimáveis à fauna - parte dela ameaçada de extinção no Estado de São Paulo - e flora, risco de inundação na zona urbana de Piracicaba, bem como aos pescadores residentes às margens do Tanquã. 
 
O Gaema também critica a diretoria do Departamento Hidroviário (DH) por ter se comprometido a realizar um seminário específico para discutir os custos e alternativas ao empreendimento e que não teria sido realizado. O DH diz que realizou os seminários (leia texto nesta página). O projeto remonta a década de 1970 com uma pequena hidrelétrica acoplada e uma eclusa, mas foi tirado da gaveta no governo Geraldo Alckmin (PSDB) com apoio do governo federal com recursos do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC).
 
No documento divulgado no site do MP na Internet os promotores de Justiça Ivan Carneiro Castanheiro e Alexandra Martins Facciolli sugerem substituir-se o trecho de hidrovia pela ferrovia que já chegaria até o Terminal Portuário em Ártemis, estendendo-a até Santa Maria da Serra.
 
Ambientalistas alegam  que a barragem vai provocar o afogamento da área de várzea conhecida como Tanquã, composta de três fragmentos de Mata Atlântica ainda intactos.
 
A Cetesb informou nesta quinta-feira (27) que só irá se manifestar no final do processo, quando emitir o seu parecer acerca do empreendimento.
 
DH diz que promoveu seminários
 
O Departamento Hidroviário (DH) informou nesta quinta que foram realizadas cinco audiências públicas previstas no processo de licenciamento ambiental e dois Seminários Técnicos Regionais sobre os temas que apresentaram maior necessidade de esclarecimentos. O primeiro foi sobre o Terminal Intermodal,  ramal ferroviário e os custos envolvidos nas possíveis alternativas, e o segundo para apresentar os detalhes e destacar os resultados dos estudos que demonstraram que não há possibilidade de interferência do futuro reservatório com enchentes em áreas urbanas das cidades envolvidas, e que não haverá piora na qualidade da água do rio Piracicaba com a implantação do empreendimento. Haverá ainda um terceiro seminário, a ser realizado no dia 31 de março, sobre o potencial de desenvolvimento do turismo náutico.
 
O DH informou que foram promovidas reuniões com a população do Tanquã para esclarecimentos sobre o projeto e sobre a situação proposta para a sua realocação.
 
Em nota, o Departamento Hidroviário ressalta ainda que não faltaram oportunidades para serem debatidas e esclarecidas questões específicas sobre os estudos ambientais, e ainda continuarão as discussões e interações com as entidades e órgãos da região durante todas as fases do licenciamento ambiental e de implantação do empreendimento, quando serão implementados os programas ambientais, com a necessária participação de toda a sociedade.
 
Projeto possibilita estender hidrovia
 
O projeto da construção de uma barragem no rio Piracicaba é conhecido tecnicamente  de “Aproveitamento Múltiplo de Santa Maria da Serra” para extensão da hidrovia Tietê-Paraná para permitir a navegação até o distrito de Ártemis, em Piracicaba. 
 
Aproveitamento múltiplo significa que, além da navegação, segundo o DH, o empreendimento terá outras finalidades, como a geração de energia elétrica (por meio de uma pequena central hidrelétrica), a implantação de terminal multimodal e uma plataforma logística em Ártemis, e o desenvolvimento de um polo turístico nas margens do reservatório e no Canal do Samambaia.
Marcus Liborio


Divulgação
Quadrilha explode caixas eletrônicos em Dois Córregos
Uma quadrilha fortemente armada com fuzis e pistolas explodiu três caixas eletrônicos do Santander e efetuou disparos para o alto, na madrugada desta sexta-feira (28), no Centro de Dois Córregos (72 quilômetros de Bauru). Os bandidos fugiram em dois veículos e ainda não foram localizados.

A  ação criminosa ocorreu por volta das 3h, na rua Quinze de Novembro. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), cerca de oito homens teriam sido vistos por testemunhas após a explosão. A área que acomoda os caixas na agência ficou totalmente destruída.  

O grupo teria utilizado uma Montana e um Corolla na fuga. Houve disparos em via pública, mas ninguém ficou ferido. Cerca de 15 cartuchos de calibre 223 e 762 ficaram espalhados pela rua.

Não foi registrado confronto contra policias. A quantia levada pela quadrilha não foi informada. 
Divulgação
Quadrilha estava fortemente armada com fuzis e pistolas
Paola Patriarca


Um adolescente de 15 anos e um jovem de 22 anos foram detidos em Lençóis Paulista (43 quilômetros) após assaltarem um posto de combustíveis na cidade de Agudos (13 quilômetros de Bauru), na noite desta quinta-feira (27). A prisão aconteceu na madrugada desta sexta-feira (28).

De acordo com a Polícia Militar (PM), quatro ladrões chegaram ao posto de combustíveis, localizado no cruzamento da avenida Fernando Machado com a rua 7 de Setembro, em duas motocicletas. As duplas, mediante ameaças com revólveres, renderam um dos funcionários e roubaram certa quantia em dinheiro. Em seguida, os criminosos fugiram do local.

Uma equipe policial foi acionada para o atendimento da ocorrência e, após patrulhamento pela área, foi informada de que os ladrões estariam seguindo para Lençóis Paulista.

Policiais militares da Força Tática de Lençóis foram acionados e conseguiram deter uma das duplas na avenida Dos Imigrantes, bairro Nova Lençóis. Durante a abordagem, os militares localizaram R$ 107,00 em dinheiro e um revólver calibre 32.

Diante dos fatos, o adolescente e o jovem L.F.L.S. foram conduzidos para a Delegacia de Agudos, onde foram reconhecidos pela vítima e autuados por roubo. Até o momento, os outros dois bandidos não foram localizados.

Agilidade

O gerente do estabelecimento comercial, cuja identidade será preservada, conversou com a reportagem e afirmou que este foi o segundo assalto neste mês em 2014. Para ele, isso gera mais insegurança tanto para os funcionários quanto para os clientes.

"Com tantos assaltos em posto de combustíveis, nós, comerciantes, sentimos cada vez mais insegurança e sentimos que somos impotentes. Porém, temos que manter a calma durante o crime”, disse.

Contudo, o gerente ressaltou que a agilidade dos policiais militares de Agudos e Lençóis Paulista foi essencial na prisão dos criminosos. “Não posso deixar de ressaltar a agilidade e rapidez dos policiais militares na noite de ontem. Vemos tantos roubos que os criminosos não são presos e, dessa vez, eles conseguiram deter os bandidos. Só tenho a agradecer”, contou.
Paola Patriarca


Um taxista de 34 anos teve seu carro roubado, na madrugada desta quinta-feira (27), em Botucatu (100 quilômetros de Bauru).  O crime aconteceu por volta da 1h, no Centro.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima informou que foi chamada para buscar e levar uma amiga até a cidade de Conchas. Porém, ao parar o veículo na rua Campos Salles porque o semáforo estava vermelho, o  motorista foi surpreendido por dois homens, que estavam em uma motocicleta.

Os bandidos, mediante ameaça com arma de fogo, anunciaram o assalto e roubaram o carro do taxista, um Fiat/Palio. Em seguida, a dupla fugiu do local.

Ainda de acordo com a polícia, uma equipe realizou patrulhamento pela área, mas os criminosos não foram encontrados.

Ultimas Notícias

Loading...