Últimas Notícias

Compartilhe

Estados Unidos


A arma - uma pistola automática - estava na bolsa da mulher, que fazia compras

O cherife Ben Wolfinger chega ao supermercado onde ocorreu o trágico acidente na última terça-feira (30), em Idaho, nos Estados Unidos
O cherife Ben Wolfinger chega ao supermercado onde ocorreu o trágico acidente na última terça-feira (30), em Idaho, nos Estados Unidos (AFP)
Um menino de dois anos atirou e matou acidentalmente a própria mãe em um supermercado no Estado americano de Idaho, no noroeste do país, reporta o jornal The New York Times. A arma estava na bolsa da mulher e disparou após o bebê manuseá-la, afirmaram autoridades locais nesta terça-feira. O porta-voz do delegado, Stu Miller, afirmou que a mulher fazia compras com seu filho e três outras crianças.
A mulher, que não teve sua identidade revelada, tinha licença para porte e uso de armas. Miller disse que o bebê foi deixado em um carrinho de compras, enfiou a mão na bolsa da mãe e pegou a arma – uma pequena pistola automática de baixo calibre –, que descarregou de uma vez. "Parece ter sido um acidente muito trágico", afirmou o porta-voz.
O marido da vítima não estava no supermercado quando o tiroteio aconteceu por volta das 10h20 horário local (5h20 de Brasília) e chegou ao local após o acidente. Todas as crianças foram levadas para a casa de um parente. Os disparos ocorreram no supermercado Wal-Mart na cidade de Hayden, um pequeno e pacato município com cerca de 9.000 habitantes.
Brooke Buchanan, porta-voz do Wal-Mart, disse em um comunicado que a morte da mulher foi "um acidente muito triste e trágico". De acordo com ele, os funcionários do supermercado estão "trabalhando estreitamente com o departamento de policia local, enquanto eles investigam o que aconteceu".
fonte: Veja

Edward Herrmann estava com câncer no cérebro

Da Redação

O ator Edward Herrmann, que ficou famoso por dar vida ao personagem Riquinho Rico, interpretado por Macaulay Culkin, no filme de mesmo nome, em 1994, e também por participar do seriado "Gilmore Girls" como Richard Gilmore, morreu nesta quarta-feira (31) aos, morreu aos 71 anos, nos Estados Unidos. 
Macaulay Culkin e Edward Herrmann em cena de 'Riquinho' (1994) (Foto: Divulgação)
Herrmann lutava contra um câncer no cérebro e há quase um mês estava internado na UTI de um hospital de Nova York. De acordo com o site TMZ, familiares do ator decidiram desligar os aparelhos que o mantinham vivo nesta quarta, já que o estado de saúde dele havia piorado nos últimos dias. 
Herrmann, que foi casado duas vezes, deixa três filhos. 
Por Luciana Lima

Presidente manteve 13 ministros no cargo e anunciou o nome do atual embaixador do Brasil em Washington, Mauro Vieira, para o Itamaraty


A presidente Dilma Rousseff confirmou o nome do embaixador Mauro Luiz Iecker Vieira para o comando do Ministério de Relações Exteriores. Ele é embaixador do Brasil em Washington (EUA) substituirá Luiz Alberto Figueiredo Machado, no Itamaraty. Figueiredo, por sua vez, assumirá a embaixada brasileira nos EUA.
Confira a lista:
- Advocacia-Geral da União: Luís Inácio Adams
- Assuntos Estratégicos: Marcelo Néri
- Casa Civil: Aloizio Mercadante
- Comunicação Social: Thomas Traumann
- Desenvolvimento Social: Tereza Campello
- Direitos Humanos: Ideli Salvatti
- Gabinete de Segurança Institucional: José Elito Siqueira
- Justiça: José Eduardo Cardozo
- Meio Ambiente: Izabela Teixeira
- Micro e Pequena Empresa: Guilherme Afif Domingos
- Políticas para Mulheres: Eleonora Menicucci
- Relações Exteriores: Mauro Vieira
- Saúde: Arthur Chioro
- Trabalho: Manoel Dias
Todos os ministros tomarão posse no dia 1º de janeiro.
CHARLES SHOLL/FUTURA PRESS
A presidente Dilma Rousseff durante conferência em Brasília (15/12)

Com o anúncio, Dilma concluiu os nomes de sua nova equipe de ministros. Ela já havia confirmado os nomes do ex-senador Antônio Carlos Rodrigues (PR-SP) como novo ministro dos Transportes. O atual ministro das Cidades, Gilberto Occhi (PP) passará a responder pelo Ministério da Integração Nacional.
Dilma anunciou o petista Patrus Ananias (MG) para o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). O atual ministro do MDA, Miguel Rossetto foi confirmado na Secretaria Geral da Presidência da República. O deputado federal Pepe Vargas (PT-RS), que comandou o MDA durante o primeiro mandato de Dilma, passará a ocupar a Secretaria de Relações Institucionais (SRI).
O chefe da SRI, Ricardo Berzoini (PT-SP), passará a comandar o Ministério das Comunicações e Carlos Eduardo Gabas (PT-SP), atual secretário executivo do Ministério da Previdência, passará a responder pela pasta.
Os primeiros oficializados formam a nova equipe econômica. Dilma escolheu para o Ministério da Fazenda, o economista Joaquim Levy, para o Planejamento, Nelson Machado, manteve no comando do Banco Central, Alexandre Tombini.
A presidente transferiu o atual ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) para a pasta de Ciência,Tecnologia e Inovação. No lugar de Aldo, Dilma anunciou o nome do mineiro George Hilton (PRB).
Para o Desenvolvimento, a presidente confirmou o nome do senador Armando Monteiro (PTB-PE). A pasta da Educação, Dilma deu para o atual governador do Ceará, Cid Gomes, aliado importante no Nordeste durante a campanha.
A Secretaria dos Portes será comandada pelo peemedebista Edinho Araújo (SP). O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) também foi confirmado como novo ministro de Minas e Energia. O deputado federal Eliseu Padilha será o responsável pela Secretaria de Aviação Civil (SAC).
O PMDB também comandará a Secretaria de Aquicultura e Pesca, que será gerida pelo peemedebista Helder Barbalho. O PMDB também continuará a frente da Agricultura, com a senadora Kátia Abreu (TO). O maior partido aliado também ficará no comando do Ministério do Turismo, Vinicius Lages (AL).
O governador da Bahia, Jaques Wagner comandará o Ministério da Defesa. Dilma ainda trocou o comando da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Sepir), que será gerida por Nilma Lino Gomes. Com a saída de Jorge Hage da Controladora Geral da União, Dilma indicou para o cargo Valdir Simão.

Um buraco no asfalto ajudou a Polícia Militar (PM) a prender dois rapazes que tinham acabado de roubar um carro, na noite desta segunda-feira (29), no Jardim Alvorada, em Jaú (50 quilômetros de Bauru). Durante a perseguição, um dos pneus do veículo roubado caiu no buraco e fez com que o carro ficasse "entalado". David Benedito e Lucas Fernandes do Nascimento foram presos em flagrante.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o crime ocorreu por volta das 21h30. A vítima estava na rua Antônio Prado Lyra, quando os bandidos se aproximaram e, mediante ameaça, roubaram seu carro, um Corsa/Classic.

Uma equipe policial foi acionada para o atendimento da ocorrência e, após patrulhamento pela área, os policiais localizaram os acusados trafegando com o carro pelo Jardim Orlando Ometto. Ao verem a viatura, os bandidos fugiram em alta velocidade e houve perseguição. Durante a fuga, um dos pneus do carro caiu no buraco e o veículo ficou ‘"entalado".

Os ladrões abandonaram o carro no local e correram em direção a um matagal, onde um deles acabou detido. Em seguida, ainda de acordo com a polícia, o outro acusado foi encontrado no interior de sua residência, localizada no bairro Cila Lúcio Bauab.

Diante dos fatos, David e Lucas foram encaminhados ao Plantão Policial, onde foram autuados em flagrante por roubo e recolhidos para a Cadeia Pública de Barra Bonita.

Tribunal Regional Federal (TRF) aceitou pedido da prefeitura que obriga a CPFL Paulista a continuar com os serviços de manutenção dos postes de energia


Igor Medeiros/Divulgação
Prefeitura de Botucatu luta na Justiça para não assumir a manutenção da iluminação pública no lugar da distribuidora de energia
A poucos dias do prazo para assumir o serviço de iluminação pública, a Prefeitura de Botucatu (100 quilômetros de Bauru) conseguiu ontem liminar no Tribunal Regional Federal da 3ª Região que desobriga o município a assumir a gestão do sistema de iluminação. A decisão estabelece que a CPFL Paulista continue a executar os serviços sem qualquer interrupção. A cautelar foi ajuizada em São Paulo, mas a prefeitura já tinha entrado também na Justiça Federal do município em outubro do ano passado, mas a ação foi julgada improcedente. Há recurso pendente na segunda instância.

As prefeituras de todo País têm até o fim do ano para assumir a manutenção da infraestrutura de iluminação pública de suas cidades, que atualmente está sob responsabilidade das distribuidoras de energia.

A medida da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) tem como objetivo atender a uma previsão constitucional, que determina que a iluminação pública é de responsabilidade municipal.

Na região, Marília, Agudos, Bauru e São Manuel entre outras já conseguiram liminar que desobriga assumir a manutenção do sistema de iluminação. “A Resolução Normativa nº 414 de 2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Anee) prevê que a responsabilidade pela manutenção do sistema de iluminação pública fosse repassada aos municípios. Contudo, o município não obteve êxito em conseguir os dados a respeito do sistema de iluminação pública, historicamente de posse da concessionária. Como a CPFL notificou a prefeitura no último dia 23 de dezembro, informando que os serviços seriam suspensos a partir do dia 31 deste mês, ajuizamos a ação cautelar”, argumenta o advogado da prefeitura de Botucatu, Nilton Viadanna.

Para custear a manutenção dos ativos, que inclui luminárias, lâmpadas, relés e reatores, as prefeituras poderão instituir a Contribuição de Iluminação Pública (CIP), que, por sua vez, pode ser arrecadada por meio da fatura de energia elétrica. Para os municípios que não criaram ou não criarão a CIP por decisão local, há a opção de arrecadar recursos pelo Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Os postes de luz continuarão sendo administrados pelas distribuidoras de energia.

Há quatro anos, a Aneel aprovou a resolução 414 que transfere para as cidades a responsabilidade de investimento, manutenção e atendimento a consumidores. Outro documento, de 2012, acrescenta que municípios devem receber os chamados “ativos imobilizados” (parte do conjunto de bens em iluminação pública). Em outubro, a prefeitura de Botucatu alegou em uma ação na Justiça Federal que questiona a  transferência compulsória dos ativos por acarretar prejuízo ao erário, porque terá que custear a manutenção do sistema de energia elétrica.

O advogado explicou que a prefeitura entrou com notificações judiciais e cautelar contra a CPFL para ter acesso a estrutura que será repassada, mas não foi atendida.

CPFL diz que cumprirá decisão

A CPFL Paulista informou, ontem à noite, em nota que a transferência dos ativos de iluminação pública das concessionárias de energia elétrica às prefeituras municipais foi determinada pela Resolução Normativa nº. 414 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Diante disso, a  concessionária informa que realizará o processo até o dia 31 de dezembro deste ano, de acordo com os termos estabelecidos pelo artigo 218 da resolução, alterado em 4 de abril de 2012 pela Resolução Normativa n.º 479. A CPFL Paulista, como concessionária de serviço público, informa também que tem o dever de seguir as diretrizes estabelecidas pelo poder concedente e cumprirá essa decisão.

Após a transferência dos ativos, as prefeituras passam a responder pela operação da iluminação pública, bem como pela sua manutenção. À concessionária caberá o fornecimento de energia. Com essa responsabilidade, as prefeituras podem optar por constituir uma estrutura própria para a operação e manutenção da iluminação pública ou então contratar empresas especializadas para a execução dos serviços.

A CPFL Paulista reforça que, no caso de liminar em favor do poder público determinando que não haja a prevalência da Resolução da Aneel, cumprirá a decisão judicial e aguardará a disposição final, para o cumprimento da norma específica que regulamenta a matéria.

A CPFL Paulista ressalta que a manutenção de pontos de iluminação pública na cidade de Botucatu será regularmente realizada pela distribuidora até a data de repasse dos ativos à prefeitura. “Após aquela data, as solicitações dos consumidores para reparo na IP devem ser feitas diretamente nos canais de atendimento das Prefeituras”, finaliza.

Visita incluiu São Manuel, onde Arthur Chioro foi homenageado.
Ministro esteve na região Centro-Oeste Paulista nesta 2ª feira.

Do G1 Bauru e Marília
O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, visitou a região de Botucatu nesta segunda-feira (29). Em São Manuel (SP), inaugurou uma academia ao ar livre. Ele visitou a Santa Casa, onde foi homenageado. A construção da UPA, que deve ser entregue em 2016, foi um dos assuntos abordados.
Ministro da Saúde, Arthur Chioro, conversa com direção da Faculdade de Medicina da Unesp Botucatu, sobre ampliação de vagas. (Foto: Reprodução/TVTEM)Arthur Chioro na Faculdade de Medicina da Unesp
Botucatu. (Foto: Reprodução/TVTEM)
“As pequenas e médias urgências, poderão ser atendidas e resolvidas na própria UPA e somente aqueles casos mais graves, uma vez estabilizados, poderão ser transferidos com segurança para a unidade de saúde mais adequada”, explica o ministro Arthur Chioro.
Na parte da tarde, já em Botucatu, o ministro esteve na faculdade de medicina da Unesp. Na pauta, uma conversa com a direção sobre a possibilidade de ampliar o número de vagas do curso e a residência. Arthur Chioro ainda percorreu as instalações do Hospital das Clínicas e anunciou que o Ministério da Saúde pretende investir um milhão de reais em equipamentos para o HC.
“Ela tem uma lógica deteriorada que precisa ser superada. Isso não se faz da noite para o dia, mas nós vamos trabalhar fortemente no sentido de conseguir construir no Brasil uma experiência no modelo de financiamento da saúde, que a gente consiga pagar aquilo que seja suficiente para manter o serviço funcionando com qualidade, para remunerar os profissionais de maneira adequada, mas, acima de tudo que sejam serviços que sejam ofertados de acordo com o que a população precisa, e não de acordo com aquilo que a tabela paga melhor", ressaltou Chioro.Em Botucatu, o ministro ainda discutiu os valores orçamentários que são destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS) do município, e comentou sobre uma antiga discussão da saúde pública: o reajuste da tabela SUS.

Fazenda já foi atingida três vezes por descargas elétricas. 
Prejuízo na última ocorrência, na segunda-feira, foi de quase R$ 50 mil.

Do G1 Bauru e Marília
Mais de 20 cabeças de gado foram atingidas pelo raio (Foto: Reprodução / TV TEM)Mais de 20 cabeças de gado foram atingidas pelo raio (Foto: Divulgação/I7 Notícias)

Pela terceira vez em três anos raios causaram prejuízos para o pecuarista Paulo Roberto Gomes. Dessa vez, 24 cabeças de gado morreram após um raio atingir uma árvore que fica no pasto em Paraguaçu Paulista (SP). O prejuízo foi de quase R$ 50 mil. Paulo já até pensou em colocar para-raios. “Eu pensei, mas desisti depois que descobri que o alcance do aparelho é muito pequeno”, conta.
Após a morte do gado buscou orientação na vigilância sanitária sobre os animais mortos e recebeu a informação que a carne não poderia ser aproveitada. “Era fazer um aterro e enterrar os animais e foi o que fizemos”, conta.
Risco dos raios
Segundo os meteorologistas os raios caem com maior frequência em locais abertos como as praias ou o campo. Quando chove, naturalmente as pessoas buscam se proteger em locais como os quiosques ou árvores, mas isso é um erro que pode custar a vida. “Um caso de tempestade procure ficar em casa e se não foi possível procurar um carro ou um prédio e procurar evitar esses locais de risco”, orienta o meteorologista Thiago Ferreira.
Dados do Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais mostram que este ano 99 pessoas morreram vítimas de raio no país. O Brasil é o país como maior incidência de raios no mundo: são 50 milhões de raios por ano.
Galhos da árvore que foi atingida caíram  (Foto: Divulgação/ I7 Notícias)Galhos da árvore que foi atingida caíram (Foto: Divulgação/ I7 Notícias)

Asfalto cedeu no local onde houve reparo em uma adutora. 
Veículo foi retirado com a ajuda de uma retroescavadeira.

Do G1 Bauru e Marília


O motorista do veículo que caiu em buraco aberto após reparo de uma adutora em Bauru (SP) se emocionou e chegou a chorar ao ver o estado do carro dentro da cratera. Na tentativa de desviar de um buraco na Rua Primeiro de Maio na manhã desta terça-feira, o vendedor Ricardo Marangão acabou passando em cima do local onde havia sido feito o reparo e estava coberto de terra.
Motorista chorou ao ver o carro no buraco em Bauru  (Foto: Reprodução / TV TEM)Motorista chorou ao ver o carro no buraco em Bauru
(Foto: Reprodução / TV TEM)
Com o peso do veículo, o asfalto cedeu. Só deu o tempo dele e uma amiga saírem do veículo para que fosse encoberto pela água do vazamento.
“Eu estava subindo a rua bem devagar, porque essa rua é bem esburacada e quando desviei de um buraco, o asfalto cedeu. Só deu tempo de falar para a minha amiga pular e sair do carro. Ela saiu, eu pulei o banco e sai pela janela. Logo o carro afundou e encheu de água”, conta.
O pai de Ricardo conta que, quando chegou após receber a ligação do filho, não havia nenhuma sinalização no local. “Ele me ligou antes das 6 horas e eu fiquei assustado demais. Graças a Deus, não foi grave Quando eu cheguei aqui era um mar de água sem uma sinalização”, afirma Reinaldo Marangão.
Segundo o Departamento de Água e Esgoto, o buraco foi provocado pelo vazamento na adutora. O mesmo que surgiu no fim de semana e que estava consertado. Tanto na rua do acidente quanto na Avenida Comendador Daniel Pacífico a adutora apresentou problemas. Na Daniel Pacífico o dano parecia maior: três tubos foram trocados, um total de 18 metros. 
Veículo encheu de água e só deu tempo dos ocupantes saírem  (Foto: Reprodução / TV TEM)Veículo encheu de água e só deu tempo dos
ocupantes saírem (Foto: Reprodução / TV TEM)
Para retirar o veículo do buraco, a água foi cortada. Uma retroescavadeira foi usada para puxar o carro. Na Primeiro de Maio, passa uma adutora que sai da estação de tratamento e abastece a região do bairro Bela Vista e, por isso, não são raros buracos, vazamentos, rompimentos no local.
Antes do acidente, o último reparo que havia sido feito, de acordo com o Departamento de Água e Esgoto, foi concluído na segunda-feira à noite, mas foi coberto apenas com terra. Só que com o novo vazamento e também com a chuva durante a noite, essa terra foi levada. Agora, depois da retirada do carro os funcionários do DAE vão novamente tentar reparar o problema.
O dono do veículo espera um ressarcimento, mas, apesar de tudo, Ricardo acha que teve sorte. “Ainda bem que a gente estava de carro, você imagina uma moto cai, não dava tempo de fazer nada. Por isso, eu me considero bem sortudo.”
Asfalto cedeu qando o motorista passava pela rua na manhã de hoje  (Foto: Reprodução / TV TEM)Asfalto cedeu quando o motorista passava pela rua na manhã de hoje (Foto: Reprodução / TV TEM)

A Polícia Militar afirmou que o piloto estava sozinho na aeronave e sofreu apenas ferimentos leves


Aeronave cai na marginal do Anel Rodoviário, em Belo Horizonte
Um avião de pequeno porte, que decolou do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto Carlos Drummond de Andrade, na Pampulha, em Belo Horizonte, caiu na marginal do Anel Rodoviário, na altura do Alto Caiçara, próximo à saída da avenida Pedro II, na capital mineira, na tarde desta terça-feira (30). O piloto, de 23 anos, ficou ferido.  
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o avião chocou-se no muro de uma empresa e não explodiu. Há vazamento de combustível. Viaturas da corporação e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estão a caminho do local.
 Luiz Fernando Motta 
Túlio Santos/EM/D.A Press
De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), uma viatura passou pela marginal do Anel no momento do acidente e viu a aeronave vindo em direção à pista de pouso do aeroporto do Carlos Prates, em baixa altitude. Segundo a corporação, o avião virou com a asa apontada para o chão e, ao cair, deixou uma marca na pista. O aeronave só parou ao chocar-se no muro de uma empresa, que não sofreu danos significativos. 
Ainda segundo a PMRv, o piloto da aeronave teve um corte contuso no rosto e escoriações pelo corpo e foi levado ao hospital da Unimed em estado de choque, mas consciente. O jovem tem licença para pilotar desde 20 de janeiro de 2012.

Por causa do acidente, o trânsito está congestionado no Anel Rodoviário, no sentido Vitória. Muitos curiosos diminuem a velocidade para ver o acidente, o que causa ainda mais lentidão no tráfego. Há 60 litros de combustível espalhados pela pista e, por isso, uma área de aproximadamente 500 m foi isolada pelo Corpo de Bombeiros.
Uma equipe da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) já está no local.
Fonte: iG

Familiares das vítimas entraram em desespero ao ver as imagens na TV de corpos boiando no mar


As autoridades indonésias confirmaram nesta terça-feira (30/12) que os destroços encontrados por um pescador no Mar de Java são do Airbus A-320-200 que decolou no último domingo (28) do aeroporto de Surabaia, na Indonésia, para Cingapura, levando 162 pessoas a bordo. Segundo informações oficiais, um navio de guerra já resgatou mais de 40 corpos do mar. Familiares acompanham as operações através das imagens transmitidas por emissoras de TV no aeroporto. 
AirAsia/Avião: Ministro dos Transportes da Indonésia diz que vai analisar operações da companhia
Emissoras transmitiram imagens de corpos flutuando no mar. Familiares das vítimas choravam e alguns entraram em crise neste momento. Equipes médicas foram chamadas para socorrer as pessoas. "Vocês têm de ser fortes", afirmou a prefeita de Surabaya, Tri Rismaharini, ao tentar consolar os parentes. "Eles não são nossos, eles pertencem a Deus", acrescentou ela. 
“Com base na rádio militar, foi reportado que o navio de guerra Bung Tomo recuperou 40 corpos e que o número está aumentando”, disse Manahan Simorangkir, porta-voz da Marinha local. De acordo com a Agência Nacional de Buscas e Resgate da Indonésia, os pedaços do avião encontrados são da porta e de uma rampa de emergência. Os destroços estavam a, aproximadamente, 10 quilômetros da última posição registrada pelos radares. “Um Hércules da Força Aérea achou um objeto descrito como uma sombra no fundo do mar com a forma de um avião”, contou Bambang Soelistyo, chefe da agência. Veículos de comunicação da Indonésia informam que alguns objetos encontrados têm a logomarca da empresa aérea. 
No momento, 30 navios e 21 aviões de Indonésia, Austrália, Malásia, Cingapura, Coreia do Sul e Estados Unidos estão apoiando as buscas no mar. 
AGÊNCIA BRASIL

indicador pagamentos pequenas empresas
O aumento de 8,84% beneficiará 48 milhões de pessoas que têm renda vinculada ao piso nacional

O valor do salário mínimo pago aos trabalhadores a partir de 1° de janeiro de 2015 será R$ 788. O reajuste chega a 8,84% em relação ao valor atual, de R$ 724.
O novo salário mínimo está definido em decreto assinado pela presidenta Dilma Rousseff e publicado na edição de hoje (30) do Diário Oficial da União.
Com o reajuste, o mínimo pago corresponde a um valor diário de R$ 26,27 e de R$ 3,58 por hora de trabalho. O aumento beneficiará 48 milhões de pessoas que têm renda vinculada ao piso nacional, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).
O valor de R$ 788 estava previsto na proposta orçamentária entregue pelo governo ao Congresso Nacional. O salário mínimo é calculado a partir de uma fórmula que leva em conta a inflação do ano anterior e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.
O colunista do Globo Jorge Bastos Moreno tentou explicar, no Twitter, o zero de Aécio na lista de desempenho dos senadores feita pela Veja.
@RadiodoMoreno: Lembro apenas que o Aécio passou maior parte do tempo de 2014 em campanha. Não sei se isso foi levado em conta na aplicação da nota.
A justificativa foi questionada por vários internautas, incluído Nassif.
@luisnassif: @RadiodoMoreno A campanha seria um excelente palco para ele mostrar a concretização das suas propostas em projetos apresentados no Senado
@chapazapata: @RadiodoMoreno lindbergh tbm e ficou
em segundo.
@GledstonGuetao: @RadiodoMoreno Ué, segundo a lei eleitoral, são só 3 meses de campanha.
@liamabat: @Helenasth @LCMarinho @RadiodoMoreno Campanha foi em 2014.Em quase 4 anos,Aécio não aprovou nenhum projeto no Senado.
@thatianap: @RadiodoMoreno no ano anterior ele ficou em 57 lugar, de 75, na mesma pesquisa , ou seja , um pouco menos pior.
@andre_arthur: @RadiodoMoreno não adianta defender hahaha aecio passa mais tempo na praia do que em Brasilia.
Fonte: DCM

O problema da corrupção não pode ser atribuído apenas ao Partido dos Trabalhadores e parece ser um desafio brasileiro. Essa é a conclusão de uma reportagem do jornal britânico Financial Times publicada na edição impressa desta segunda-feira. Ao citar o suposto escândalo de corrupção para a compra de trens que envolveria o governo do Estado de São Paulo, a publicação diz que o principal partido de oposição do governo federal, o PSDB, também está "na berlinda".

O FT cita que o noticiário internacional relacionado ao Brasil tem dedicado espaço ampliado ao suposto esquema de corrupção que envolve a estatal Petrobras e atinge os partidos da base governista em Brasília. "Mas, ainda que receba menos atenção, outro escândalo de longa data envolvendo o sistema ferroviário suburbano de São Paulo também está chegando a um ponto crítico", diz o jornal.

A reportagem diz que a polícia já indiciou 33 pessoas e congelou mais de R$ 600 milhões em ativos de várias empresas do setor ferroviário - entre elas a alemã Siemens e a francesa Alstom - que têm negócios com o Metrô de São Paulo e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O quadro, diz o FT, "constrange o PSDB, que governa o Estado de São Paulo há 20 anos".

Uma das principais lideranças tucanas, o paulista José Aníbal, poderia ter ligação com o esquema, diz a reportagem que cita o processo que está na Justiça.

"A suposta manipulação das propostas para construção de linhas do Metrô de São Paulo e da CPTM são um embaraço para o PSDB, cujo candidato, Aécio Neves, esteve perto de vencer as eleições contra Dilma Rousseff em outubro", diz o FT. "O escândalo ferroviário de São Paulo, que poderia se estender por 15 anos de governos do PSDB entre 1998 e 2013, mostra que a corrupção nos contratos públicos é um problema brasileiro, e não um desafio de apenas de um único partido".

Quatro mil agentes das Forças Armadas, das polícias Federal, Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros e do Departamento de Trânsito do Distrito Federal participarão do esquema de segurança da posse da presidenta Dilma Rousseff, na próxima quinta-feira (1°).
Agência Brasil
Agentes atuarão no gramado da Esplanada, no alto dos prédios e em helicópteros
Os agentes atuarão no gramado da Esplanada dos Ministérios, no alto dos prédios e em helicópteros. Durante o trajeto em carro aberto da Catedral até o Congresso Nacional, Dilma será escoltada por motociclistas e agentes de segurança a cavalo.

Serão montadas barreiras de controle na rodoviária de Brasília, por onde a maioria do público deve chegar, e grades vão proteger a pista por onde passará o Rolls-Royce presidencial e a área externa do Palácio do Planalto.

O esquema de segurança foi testado ontem (28), durante ensaio da posse. Os 4 mil agentes estarão preparados para impedir eventuais manifestações violentas ou atos que atrapalhem o percurso a ser feito pela presidenta. A expectativa dos responsáveis pela segurança da posse é que não haja grandes manifestações durante os eventos da posse.

A cerimônia começa com o percurso no Rolls-Royce da Catedral Metropolitana de Brasília até a entrada do Congresso Nacional, onde Dilma deve chegar às 15h. No plenário da Câmara, ela faz o juramento, assina o termo de posse e discursa. Na saída, recebe honras militares com uma salva de 21 tiros de canhão e segue para o Palácio do Planalto.

Após subir a rampa, Dilma falará à nação no parlatório do palácio. Em seguida, recebe cumprimentos de autoridades e convidados, dá posse aos ministros e faz fotos oficiais. A última etapa da cerimônia será uma recepção no Palácio Itamaraty.

A estimativa oficial é que cerca de 10 mil pessoas acompanhem a posse de Dilma na Esplanada e na Praça dos Três Poderes. O PT, partido da presidenta, no entanto, calcula que pelo menos 30 mil devam comparecer à solenidade.

São esperadas para a cerimônia de posse delegações de 60 países e 27 chefes de Estado e de Governo, entre eles, o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, os presidentes do Uruguai, José Mujica, da Venezuela, Nicolás Maduro, e do Chile, Michelle Bachelet.

Memória


Brasileira vivia sozinha na instituição em Buenos Aires desde a morte do filho em 2013

Hilda Maia Valentim, conhecida como Hilda Furacão, no asilo em Buenos Aires
Hilda Maia Valentim, conhecida como Hilda Furacão, em um asilo em Buenos Aires (Reprodução TV Globo/VEJA)
Morreu nesta segunda-feira Hilda Maia Valentim, conhecida como Hilda Furacão, no asilo Guillermo Rawson em Buenos Aires, na Argentina. Eternizada no livro que leva seu nome e apelido, do jornalista Roberto Drummond, e que virou minissérie pela Globo em 1998, Hilda estava com 83 anos e ficou debilitada por um problema respiratório, agravado por falha renal. As informações foram confirmadas pela direção do asilo ao site de VEJA.  
Viúva do ex-jogador do Boca Junior Paulo Valentim, desde 1984, Hilda morava com um filho até que ele morreu em 2013. Após sofrer uma queda que a deixou seis meses internada em um hospital público em Buenos Aires, ela foi levada ao asilo e nunca foi visitada por nenhum parente. A situação da brasileira foi apresentada em uma reportagem do Fantástico, em agosto. "Não tenho mais beleza, não tenho mais corpo como tinha antes”, disse Hilda durante a entrevista ao programa, antes de afirmar que só sentia saudade de Valentim, seu único amor. Até o momento, nenhum familiar se manifestou para tratar do enterro. O asilo tentará fazer o sepultamento com a ajuda da Associação dos Ex-jogadores do Boca Juniors. 
No livro de Drummond, ambientado em Minas Gerais nos anos 1950, Hilda é uma mulher rica que se torna uma das prostitutas mais famosas de Belo Horizonte. Na TV, a personagem foi interpretada por Ana Paula Arósio. Segundo o autor, a história de Hilda foi aumentada até se tornar um boato, o que serviu de inspiração para a obra.
Fonte Veja.com

Jornalista americano fala sobre a situação política maranhense



Valter Campanato/ABr
Presidente do Senado, José Sarney, e a então pré-candidata à reeleição para o governo do Maranhão, Roseana Sarney, participam da convenção nacional do PMDB
José Sarney e Roseana Sarney na convenção nacional do PMDB: eleições 2014 encerraram cinco décadas de poder da família no Maranhão

Em artigo para o jornal americano New York Times, o jornalista e correspondente Simon Romero fez um ensaio sobre a situação política maranhense. Ele enfoca as mudanças geradas no cenário e as possibilidades de alterações causadas pela queda da família que controla o estado há cerca de 50 anos – com algumas poucas alternâncias. 
O artigo saiu no dia 27 deste mês e o jornalista escreveu:
"O tributo é generoso. Entre no Convento das Mercês, uma gema colonial construída em 1654 e elegantemente reformada, e conheça mais sobre José Sarney, um ex-presidente do Brasil e chefe da dinastia política que controla o vasto estado nordestino do Maranhão por décadas.
Um documentário mostra do Sr. Sarney como um governador bigodudo e generoso que levantou o Maranhão do seu isolamento econômico dos anos 60. Fotos capturam ele governando o Brasil na sua transição para a mão de civis no meio dos anos 80. Um amostra de títulos, incluindo “Mestre do Mar”, mostram suas proezas literárias como um escritor-estadista.
Fora do Convento das Mercês, que abriga uma fundação financiada pelo estado, anunciando o Sr. Sarney, os habitantes conseguem rapidamente apontar quais são as marcas deixadas pela família ao redor de São Luís, capital do estado.
Precisa de algum lugar para morar? Considere a vizinhança da Vila Sarney, eles brincam. Um hospital? Aqui está a Maternidade Marly Sarney. Quer alugar um livro? Tente a Biblioteca José Sarney. Quer ir ao antigo centro da cidade? Pegue a ponte José Sarney.
Mas agora, todas as celebrações visíveis do Sr. Sarney agora estão em grande disparidade com a forma que o patriarca, 84, e seus filhos são vistos pela população do Maranhão, um dos estados mais pobres, e pelo resto do Brasil.
Os eleitores depuseram os políticos leais a Sarney nas eleições estaduais no Maranhão em outubro, e o homem, de longe um dos senadores mais poderosos, anunciou que ele não iria tentar se reeleger, abrindo a possibilidade para umas das mudanças políticas mais profundas no Brasil nos últimos anos.
'Um dos últimos coronéis brasileiros está finalmente em declínio', disse Rodrigo Lago, um advogado e ativista, usando um dos termos de homens poderosos sobre grandes áreas do Brasil, especialmente no pobre nordeste.
'Se o Maranhão pode mudar então outras oligarquias em qualquer lugar podem ser derrubadas', ele adicionou.
Oligarquias poderosas em outros lugares do Brasil também tem mostrado sinais de cansaço. Na Paraíba, outro estado nordestino, o filho de Ronaldo Cunha Lima, um ex-governador que atirou no seu antecessor em um restaurante cheio em 1993, sem nunca ter cumprido a pena por tentativa de assassinato, perdeu a disputa de governador este ano.
Da mesma forma, eleitores impediram que o filho de Jader Barballho, um senador poderoso com um império de midiático que há tempos vem batalhando com acusações de corrupção, fosse eleito o governador do Pará, o estado enorme na Amazônia na fronteira com o Maranhão.
É claro, famílias políticas poderosas são resistentes e dinastias sempre podem retornar. Em Alagoas, um dos estados mais pobres do Brasil, o filho de 34 anos do Presidente do Senado brasileiro, Renan Calheiros, foi eleito governador em outubro.
Enquanto a presidente Dilma Rousseff é do Partido dos Trabalhadores, de esquerda, tem poucas opções a não ser forjar alianças com centristas e partidos conservadores, alguns chefiados por chefes políticos mais antigos.
Mas aqui no Maranhão, bastião de Sarney, muitas pessoas são sinceras quanto às chances de fazer uma curva.
'Nós estamos cheios dos Sarneys, que ficaram no poder apenas para enriquecer', disse Sueli Celeste, 48, a secretária da escola perto do Convento das Mercês, no antigo centro de São Luís, que abunda de palácios abandonados, um após o outro.
'Esconda seu celular quando você anda por aqui' afirmou ela. 'Os viciados em crack irão roubá-lo se eles virem você tirando fotos'. 
As raízes do ressentimento não são difíceis de enxergar. O Maranhão continua um dos estados mais pobres do país, com a maioria dos seus habitantes tentando sobreviver como agricultores de sub-existência.
Ainda assim a família Sarney consegue ajuntar uma poderosa coleção de veículos de mídia, incluindo o jornal O Estado do Maranhão e a TV Mirante, afiliada da Globo, que permite ao clã celebrar suas conquistas e atacar os seus críticos.
'A mídia constantemente exalta as grandes coisas que o Sarney e seus aliados fizeram e estão fazendo', afirmou Sean Mitchell, um antropólogo da Universidade Rutgers, que conduziu um extenso estudo sobre o Maranhão. 'Apesar disso, os serviços públicos dispostos pela família e aliados é terrível'.
O Maranhão está em penúltimo entre o ranking dos 26 estados brasileiros no índice de Desenvolvimento Humano da ONU, que compreende fatores como níveis de educação, salários e expectativa de vida.
Escrevendo na sua coluna semanal no Estado do Maranhão neste domingo, o jornal da família, o Sr. Sarney argumentou que o Índice foi criado como estratégia dos 'países imperialistas' para abusar das fraquezas nos países em desenvolvimento.
'Esse é o índice que eles criam quando eles querem falar mal sobre o Brasil e pior sobre o Maranhão', ele afirmou. (O cálculo foi criado na verdade pelo economista Mahbub ul Haq e ex-ministro de Finanças do Paquistão).
Flavio Dino, um ex-ministro e membro do Partido Comunista do Brasil, voo até a vitória como governador na corrida em outubro contra os candidatos aliados da família Sarney propondo uma campanha que aumenta os padrões de vida.
O Sr. Sarney nasceu numa cidade no interior do Maranhão em 1930, como José Ribamar Ferreira de Araújo Costa. Ele pegou o nome que parece como estrangeiro do pai, Sarney, e transformou em seu sobrenome e começou sua carreira política com poucos paralelos no Brasil.
Um dos apoiadores de uma cúpula que terminou na ditadura militar em 1964, ele prosperou durante o governo autoritário antes de emergir em 1984 como o parceiro de Tancredo Neves, líder da restauração da democracia no Brasil. Eleito como presidente em 1985, o Sr. Neves morreu de complicações devido à uma cirurgia intestinal antes de assumir o cargo, abrindo o caminho para o Sr. Sarney ascender até o poder.
O Sr. Sarney deixou o cargo em 1990 com apenas 14% de aprovação, no meio de críticas e super controle da economia. Nesse momento o Brasil sofria com uma inflação anual de 1,765 porcento.
Então o Sr. Sarney se reinventou como um senador representando o estado do Amapá, território do Amazonas que foi feito estado em 1991, procurando o crescimento do império midiático da família e a entrada de seus filhos na política. Ele ascendeu novamente na última década como presidente do Senado, enquanto enfrentava acusações de nepotismo e corrupção.
Sua filha, Roseana, a atual governadora, que já está de saída, do Maranhão, é celebrada nas páginas do jornal da família (uma foto de primeira capa de novembro mostra a governadora tocando um violão durante uma visita a uma escola). No entanto, seu último ano no governo foi atingido por uma crise envolvendo rebeliões nas prisões com direito a decapitações e denuncias de que gangues estavam estuprando as esposas dos outros presos durante as visitas conjugais.
Citando razões pessoas, a Sra. Sarney saiu neste último mês, faltando apenas algumas semanas para o fim do seu último mandato, evitando a cerimônia de transferência de faixa de governador para seu sucessor no dia primeiro de janeiro. Enquanto isso, depoimentos sobre o escândalo de corrupção envolvendo a empresa de petróleo estatal a ligaram ao esquema. A Sra. Sarney, que negou as denuncias, também negou um pedido de entrevista.
Alguns no Maranhão duvidam que a família Sarney irá sentar e ver os seus opositores chegarem ao poder. Na realidade, a Sra. Sarney foi expulsa do palácio do governador uma outra vez, antes da eleição de um opositor em 2006.
Mas ente foi derrotado por conta das críticas na mídia controlada por Sarney e acusações de um esquema de compra de votos, habilitando  Roseana Sarney a assumir o seu lugar.
Seu pai, o patriarca da família, continua poderoso ao final de  sua longa carreira política. Escrevendo na sua coluna dominical sobre o 'novo Maranhão' o Sr. Sarney afirmou que o estado parecia um “corpo sem cabeça” antes de assumir o cargo de governador nos anos 60.
'A geração de hoje não tem a menor noção das dificuldades; a maior vitória foi mudar a mentalidade do Maranhão', ele disse. “Foi tão forte que gerou um Presidente da República, e o Maranhão emergiu como um dos estados mais importantes do país'. 

Ultimas Notícias

Loading...